Fim do mundo.

Assassinaram a poesia,
tiraram o jazz da vitrola,
pintaram as vidas de cinza
e desacreditaram na fé.

Fim.


Música: Inexplicata - Apollo Nove.

6 comentários:

simone disse...

Como é tudo impossível estamos bem longe do fim... =D

Amor, acoooorda! Tô doida pra falar com vc...
Beijos

Uma mulher disse...

ainda ha esperança??

beijos

Erika disse...

Ana, mas desacreditar na fé?
Pois eu tenho pra mim que 'fé' é acreditar, então desacreditaram no acreditar!?

E ó, vamo parar com esse mau humor, vamo parar AGORA!
E ó, paredes cinzas podem não ser tão chatas. Pode ser que o jazz tenha sido trocado pelo swing, q é muito mais feliz e a no lugar da poesia houve uma proza.

VAMO PENSÁ POSITIVO.

(não sei pq, mas vamos.)
Beijo!

Eduardo disse...

As coisas bonitas estão morrendo.
Todos os dias algo singelo e lindo morre.
Em contra-partida todos os dias algo bonito nasce, coisas bonitas nascem, mas para continuarem vivas dependem de pensarmos positivo. Dependem de acreditarmos intensamente no acreditar, de não desacreditarmos da fé, e melhor fazer como a Érika no comentário dela, não pensar que as coisas bonitas morrem e que sim são trocadas, por outras mais belas ainda.

p.s. Adorei esse seu texto, adorei o comentário da érika. Juntando os dois dá pra fazer uma crônica interessante.

Eduardo disse...

Louisiana.
Estou sem monitor, triste!

ele deu biziu, por tanto estou desinformatizado nesses ultimos dias, em breve voltarei pra net.
um grande bju pra ti. saudade!

Eduardo disse...

Seu pedido e uma ordem.
Mesmo sem computador, postei coisinhas novas la no blog.
Da uma olhada. bjao....