Numa manhã de sábado, na porta da geladeira...

Eu quero um rumo que tenha você como a minha única saída. Quero sair em você, entrar em você.
Quero qualquer verde, qualquer vento, qualquer estrela ardente que me faça bater de frente com os seus olhos. Sentir a força dos seus músculos apertando os meus. O meu corpo bagunçado pela sua presença. Abaixar os meus escudos e te entregar a minha única defesa - ela é sua.
Quero gritar dentro do seu coração a nossa sintonia ecoante que pulsa forte, mas em euforia rítmica.

Quero me soltar das peças íntimas, que seguram o meu corpo, para que você me devore, para que eu me abra inteira numa só direção.
Mas, por favor, meu amor, não se assuste! Isso é a minha calmaria desequilibrada que, vez ou outra, teima em derramar todo o meu amor.

15 comentários:

marina disse...

uuuuaaaaaauuuuu!!!!!

disse...

"calmaria desequilibrada" sou eu! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Pode deixar que eu vou comer chocolate sim. Se num der pra comer agora de noite, como amanhã.

Bjo

simone disse...

Puta que pariu, lindíssimo!
oO, essa foi minha cara depois de ler... Perfeito, perfeito, perfeito!
Vou falar mais nada, pq nesse momento estou super revoltada... De onde saiu isso tudo?
Amei.

simone disse...

"Mas, por favor, meu amor, não se assuste! Isso é a minha calmaria desequilibrada que, vez ou outra, teima em derramar todo o meu amor."

Eu e Grace amamos esse final. oO
Chocadas!

simone disse...

Amor, liguei pra Silvania e li o texto. Quase morri de tanto rir com os comentários...
"Cleeedo, Nana não foi ela que escreveu. Tenho certeza que é de um autor desconhecido. Pq ela não escreve um livro, gente? Cecília Meireles perde pra ela. Fala com a Ana que achei o máximo."

Beijo, amor lindo!

disse...

E existem palavras pra comentar sobre uma lindeza dessas?

Erika Caroline PE disse...

"O meu corpo bagunçado pela sua presença."

Disse tudo!
Adorei o texto, adorei adorei! ele todinho!

(ignore o meu usuário novo, é pra um trabalho de faculdade.)

beeeijo, Ana!

Eduardo disse...

q texto gostoso de ler!
ja li 4563245437 vezes. e sempre quero ler mais uma.
vc e foda!
bjao

Sonhos e Devaneios disse...

nossa se essa é a sua calmaria imagino entao como sera a sua agitação...adorei seu texto.
joao

disse...

mto lindo mesmo, ana!

C. disse...

gente, que coisa linda!
passando rapidinho pra agradecer a visita, viu?
xêro!
=**

C. disse...

oxente, essa Má aí eu conheço!
a do Paradoxalmente Ser =)
minha coleguinha de classe e tal =P

Uma mulher disse...

o que um amor não faz com a gente né?

beijos

Fripe disse...

Derrama mesmo, deixa escorrer...
Tenho pra mim que emoções são líquidas, e acho q o líquido não gosta de ficar muito tmepo parado num mesmo lugar...

Paola Arnold disse...

Desde sempre, meu preferido!