Arritmia cardíaca.

Se eu trancar a porta e as palavras me faltarem ou minhas pernas não andarem, por favor, perdoe-me desta falha. Não é por descaso nem pelo travesseiro já molhado. É por ter tanto amor trancado a cadeado
num peito que ficou cansado de tanto tentar.

7 comentários:

C. disse...

lindo =*

e o outro não li, não deu tempo =\

Jessica. disse...

Mas tenta. não desiste não.
Beijo

Gabriela disse...

e está tentando o que?

beijos

simone disse...

Cleeeedo nana!

Espírito Livre disse...

Tente, tente sempre. Mas não tranque jamais. Beijo

Fezzoka disse...

A tentativa é sempre válida..

As vezes a gente se surpreende com os resultados.


Confiança.

E aquele frio na barriga é sempre bom!

disse...

Nem sempre tentar adianta.

Bjo